Updates from meandros Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • meandros 13:22 on 3 September, 2014 Permalink |  

    Bicicletada Super Heróis! 

    Bicicletada GibiCon

    Anúncios
     
  • meandros 12:42 on 10 May, 2011 Permalink |  

    O novo paraciclo de Curitiba 

    Curitiba tira espaço de estacionamento de automóveis para criar estacionamento de bicicletas.  O que seria uma notícia a ser celebrada, já é motivo de piada.  No blog do Willian Cruz, há o vídeo do @chicorasia sobre a desenvoltura dos órgãos competentes (?) ao criar um paraciclo.

    Dado a total ineficácia do paraciclo (situado na rua Comendador de Macedo, 260, em frente à EMBAP e que não está vazio por acaso), ao que tudo indica, o técnico que desenhou o projeto conhece apenas motos e não bicicletas.

    Pela dignidade de quem utiliza a bicicleta em Curitiba, mais além dos comentários, reclamações no 156, por favor!

    [Atualização] Fui conferir de perto e com atenção o paraciclo e a situação é pior do que parecia. O cano que serviria para prender a corrente está tão rente ao chão que não permite a passagem de correntes, mesmo as mais finas, na maior parte da sua extensão.  Ou seja, mesmo um ciclista bem intencionado, com pezinho de apoio e sem uma roda dianteira que saia com facilidade não conseguirá deixar a bicicleta estacionada.

     
    • divo 20:35 on 10 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      do jeito que veio, foi.

      Protocolo: 000142287i
      Data da Solicitação: 10/05/2011
      Assunto: OUTROS
      Descrição:
      GOSTARIA DE MANIFESTAR MEU TOTAL DESCONTENTAMENTO COM O “BICICLETARIO” RIDICULO QUE A PREFEITURA IMPLANTOU NA RUA COM. MACEDO, ALTURA DO NUM. 231. RIDICULO POR TOTAL INCAPACIDADE DO TECNICO QUE O DESENHOU E DO ENG. QUE O APROVOU POIS O MESMO SEQUER SEGUE NORMAS RECOMENDADAS PELO CADERNO DE BICICLETAS DO MIN. DAS CIDADES. O QUE FIZERAM FOI UMA AFRONTA A INTELIGENCIA DO CIDADAO, QUE PAGA IMPOSTOS E GANHA UM ARTEFATO URBANO DE INUTILIDADE COMPLETA, POR IMPOSSIBILITAR O USO. APESAR DE ESTAR ESCRITO NO CHAO “BICICLETAS” E IMPOSSIVEL PRENDER UMA BICICLETA NO CANO RASTEIRO QUE LA ESTA COLOCADO. ISSO SO CORROBORA A TESE DE QUE A PREFEITURA NAO DISPOE DE TECNICOS QUALIFICADOS PARA OBRAS CICLOVIARIAS E TAO POUCO TEM A HUMILDADE DE ADMITIR, ABRINDO UM CONCURSO PUBLICO PARA CONTRATACAO DESSE QUADRO OU SIMPLESMENTE ACEITANDO A MIRIADE DE SUGESTOES DE CICLOATIVISTAS, QUE SE DISPOE A DAR “CONSULTORIA GRATIS” DESDE QUE HAJA BOA VONTADE DO PODER PUBLICO. NEM ESPERO UMA CORRECAO PORQUE DESSA ADMIN. SO DECEPCIONA….SINTO VERGONHA APENAS PELO QUE FAZEM.

    • Buga 07:39 on 11 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Pois é, passei por esse bicicletário, tive q parar e ler de novo o q tava escrito no chão, muito mal feito e em um local impróprio para a utilização desse. parece que pegaram uma vaga de moto e somente mudaram o nome, a prefeitura mandou muito mal nessa.

    • Roberto Ghidini 08:29 on 11 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Parabéns Curitiba.
      A cidade nao para de ser a “mais” em tudo.
      Agora é a mais cretina com certeza!

    • Pedro Hauck 13:55 on 12 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Que absurdo, depois vao dizer que fizeram um bicicletario e que ninguem usa, logo nao precisa…

    • Marcelo 20:17 on 12 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      tb fiz reclamaçao no 156.
      abs

    • adriano 20:22 on 13 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      dou 10 real para o funcionário da prefeitura me mostrar como prende a bike ali.

      Cada vez que eu vejo alguma obra, ciclocalçada, ou qualquer coisa do gênero relacionado a bicicleta eu penso que o cara que fez nunca andou de bike na vida.

    • Elizeu 00:14 on 14 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Mais relaxado, impossível! Cara, se contratar um pedreiro, acho que o cara capricha mais que esta porcaria!
      Falta de criatividade, põe um paraciclo decente, procurem no Google: Paraciclo =DDDDD. Tem que ser algo que chame a atenção na cidade, pra galera ver, aí o motorista e todos vão ver aquilo e no outro dia deixar o carro em casa…

      Em Curitiba deve ter paraciclos bem mais decentes que este, não?

    • Edu 11:52 on 15 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      E NO MERCADO MUNICIPAL NADA DE BICICLETARIOS, JA RECLAMEI TANTO COM O GERENTE QUE QUANDO ME VE, CORRE !!

    • Marcelo 19:44 on 16 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      HUahuahuahuahuahau, nao acredito no que estou vendo. Deve ser pegadinha do malandro.

    • Gilmar Franco 10:46 on 17 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Que tal as “cabeças pensantes” do IPPUC levantarem seus traseiros das suas poltronas e pelo menos um dia sair para dar uma volta de bicicleta pela cidade, talvez se sentirem na pele o que nós enfrentamos tenham um pouco mais de discernimento para elaborarem projetos com o mínimo de funcionabilidade.
      Porque que a Prefeitura não cria um projeto com incentivos para que os estacionamentos de carro (que são muitos) criem vagas reservadas para as bicicletas, em contra partida ceder desconto no IPTU destes imóveis, ou até criar o vale estacionamento para Bike com valores subsidiados!
      Pensem minha gente, mas pensem de alma lavada e não com a chave de seus carros balançando em frente aos seus olhos em um processo hipnótico!
      Ps:Isso serve para os Exmo. Vereadores que já estão com calo nas pregas vocais de tanto Blá ..Blá ..Blá …

    • vinicius 15:58 on 17 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      *outra informação:

      Uma amiga mora num prédio vizinho e o porteiro nos disse que o senhor do prédio que fica em frente ao “bicicletário” é que teria feito esse pedido aí, por que ele reclamava das bicicletas que entregam água e ficam atrapalhando se param na calçada. Enfim… dá até preguiça de tentar entender.

      • meandros 23:15 on 17 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

        Agora está explicado. Creio que a única bicicleta que pode para por ali é a bicicleta de entrega d´água. Se for só para isto até que faz sentido, mas fico pensando: reclamamos tanto de tanta coisa há tanto tempo e nenhuma resposta aparece, basta uma reclamação pontual e a prefeitura já faz uma coisa destas?

        De tudo o menos pior: ao menos parece não ser uma estratégia a construção destes bicicletários pela cidade.

    • Luís Carlos 00:03 on 18 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Tem uma boa sugestão para paraciclos: http://bikeland.tumblr.com/tagged/paraciclos

    • Gunnar 21:01 on 23 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Hahahahahahahahahahahahahahahaha

      não é sério né?

      hhahahahahahaha
      hahahahahahhahahahaha

      hahahahahahahahha

    • Simone Dias 14:06 on 24 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Oi! Registrei a reclamação e sugestão de melhoria no site do 156. Espero que essa belezura não se repita pela cidade.

    • esquentadinho 01:23 on 28 Maio, 2011 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Quem foi o corno que mandou enviar esse cano ali? Devia enfiar em outro lugar.

  • meandros 18:05 on 11 January, 2011 Permalink |  

    Bicicletada das Crianças 

    Bicicletário Livre

    Do blog Sobretudo da Gazeta do Povo:

    Para dar boas vindas ao ano de 2011, um grupo de artistas, produtores culturais e pesquisadores independentes se reunirão para mobilizar nos dias 15 e 16 de janeiro, das 14h às 19h, o uso do BICICLETÁRIO LIVRE DO CENTRO CÍVICO como um espaço público e com diversas ações sócio-ambientais sob o selo cultural Re-cicle e realização do Instituto Diamante Verde.

    Venha com seus filhos(as) e netos(as) passar a tarde no BICICLETÁRIO LIVRE DO CENTRO CÍVICO para brincar e participar de oficinas, brinquedos, atrações culturais e sócio-ambientais. Nas Férias de Verão do Bicicletário terá Pintura Livre, Leitura de Poesias, Contação de Histórias, Música, Bicicletada Infantil, Imitando os bichos, e muito mais.

    Para participar, traga roupa confortável, um quitute ou bebida e sua bicicleta (se tiver).

    Serão dois dias, 15 e 16 de janeiro de 2011, de intensa e diversificada programação criada pela mobilização de artistas, produtores e pesquisadores para usar um espaço de bem comum, como o Bicicletário no Centro Cívico, com ações no intuito de gerar um ambiente público saudável e compartilhar conhecimentos e criatividades.

    Batizado de bicicletário livre do centro cívico pelo coletivo Interlux, este espaço de convivência, está em desuso há mais de cinco anos, tem localização central, e fica às margens do rio Belém e da ciclovia, em frente do Palácio das Araucárias, atual sede do governo do Paraná. Tem sido palco freqüente de diversas organizações populares e manifestações de cultura como a ocupação vivencial em setembro de 2010, o mês da Bicicleta em Curitiba; a ação performática “fuck andor” e, recentemente como ponto oficial da virada cultural entre 06 e 07 de novembro de 2010 com a Ação Fora da Casinha, abrigando uma série de shows e atrações de livre circulação à céu aberto.


    Participe do pic nic coletivo, da bicicletada das crianças, jogos e oficinas.

    Contribua com prato de quitutes ou bebida nos dias 15 e 16 de janeiro e se divirta à beça das 14h as 19h.

    Serviço:

    Dias: 15 e 16 de janeiro de 2011
    Horário: das 14h às 19h
    Endereço: BICICLETÁRIO LIVRE DO CENTRO CÍVICO – Rua Jacy Loureiro de Campos, 0. Em frente ao Palácio das Araucárias.

    Dicas: ir com roupas confortáveis, levar bicicleta para participar da bicicletada infantil, e para participar do pic-nic coletivo levar uma contribuição de quitutes ou bebidas.

    Mais informações:
    Rosângela Araújo
    +55 41 88 66 29 41
    ninaaraujo@gmail.com

    Instituto Diamante Verde
    http://www.diamanteverde.org.br
    twitter: @diamanteverde

    Tertúlia Produções
    tertulia@felixbravo.com.br

     
  • meandros 22:36 on 22 August, 2010 Permalink |  

    Carona 

    Do sempre genial Laerte.

     
  • meandros 14:42 on 10 July, 2010 Permalink |  

    III Encontro de Bicicletadas 

    E no domingo, parece que vai rolar mais um tradicional  cicloturismo até Morretes.  Saída às 7 horas do Golden Star Hotel.

    Em defesa dos nossos sonhos.

    No ano passado foi assim.

    Faça algumas cópias de panfletos para distribuir durante a bicicletada.

    Vá de Bike.

    compartilhe.

    flyer_bicicletada_perguntas_e_respostas.

     
  • meandros 20:29 on 27 June, 2010 Permalink |  

    In defense of our dreams 

    Para lembrar os bons tempos e não deixar a chama morrer.

    Grafite do Banksy

    The Ride – 30 seconds to Mars – Kings and Queens

     
  • meandros 22:39 on 22 June, 2010 Permalink |
    Tags: , Novela   

    Saia da caixa 

    Porque não basta sair só da bolha.

     
    • Alexandre 12:52 on 26 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Tava muito parada essa bicicletada do dia 26 (11 ciclistas), parece que o pessoal preferiu a novela mesmo.

    • guilherme 13:41 on 26 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      puxa vida…hoje dia 26 chegamos no local….E CADÊ O PESSOAL DA BICICLETADA ???….tinha menos de 15 pessoas lá…oque aconteceu com aquelas GRANDES bicicletadas com mais de 100 bikes ?!…NÃO DEIXE MORRER A BICICLETADA !

    • Rodrigo 21:36 on 26 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Uma dúzia de pessoas, e quase que a bicicletada nem saiu hoje. E dessa dúzia, pelo menos quatro pessoas estavam participando pela primeira vez. Este fato revela uma preocupação: Cadê o pessoal que já participa a mais tempo? Desistiu? Comprou um carro com o IPI reduzido? :-P. Por outro lado, a “aparição” de “novatos” revela um lado bom: ainda tem muita gente querendo participar!!! Cada um com seus motivos, mas todos desejando fazer alguma coisa por um espaço mais democrático nas nossas ruas, onde a bicicleta é respeitada.

      Eu sou um dos “novatos” de hoje, e acho que precisamos de maior divulgação. Portanto, mãos à obra em todas as formas de divulgação. Quem prefere os meios digitais, abuse da internet: blogues, sites, facebook, twitter, orkut, etc, etc. Quem prefere os meios analógicos, manda ver em conversas com potenciais interessados. Produza seu próprio folder e coloque alguma máquina de fotocópia (o famoso “xerox”) para funcionar.

      Vamos engrossar a bicicletada de 31/07!!!

    • luiz 21:49 on 26 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Olá. Eu nunca fui em uma bicicletada antes, e hoje eu apareci lá no pátio da reitoria, e não achei ninguém. Fiquei rodando por lá, até desistir. Cheguei lá por 9:40 mais ou menos

    • Elizeu 22:06 on 26 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      É mesmo galera! Vamos voltar aí! Pedalar, todo mundo junto, se divertindo à beça.

      Eu cheguei um pouco tarde na Reitoria hoje, 11h20min. Vacilei. E depois, infelizmente não encontrei a galera. Se tava marcado pras 10h00(claro que a galera sai um pouco mais tarde), eu deveria ter saído mais cedo de casa.

      Mas, bora pra próxima.

      O QUE IMPORTA É A DIVERSÃO, PASSAR NOSSA MENSAGEM PRA GALERA TBM!

      A BICICLETADA NUNCA MORRERÁ!
      VAMOS VOLTAR!

    • Tiago 01:48 on 27 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      fico desapontado com o pequeno número de pessoas na bicicletada. pessoal, não se esqueçam que precisamos nos unir para que tenhamos respeito da sociedade como ciclistas.

      vamos continuar nas bicicletadas. dia 22 de setembro tá chegando…

      vamo largar de preguiça e vamo pedalar

    • Rodrigo 20:53 on 27 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Acho que a questão do horário é importante. Eu também quase desisti de esperar. Acho que 10h00 deve ser o horário de saída, e quem quer participar tem que fazer um esforço pra chegar um pouco antes.

      Concentração a partir das 9h30 e saída as 10h00. Vamos lá!!!

    • Cesar L. Miguel 23:40 on 27 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Putz, so vi hoje.
      Se soubesse teria ido…

      Fazer uma forca a mais na prox.

    • Amanda 10:56 on 28 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Pessoal… eu fui e.. que triste! Poucas pessoas, mas com ctza deu pra agitar um pouco o centro da cidade com o sapitos e cornetas, cantando também as marchinhas!
      Primeira vez que fui… e com certeza não será a última! Preparem-se para JULHO.
      As poucas pessoas que foram nesse sábado com ctza vão continuar participando. Precisamos de mais pessoas! Divulguem em seus blogs, facebooks, twitters, orkut. Vale muito a pena! é apenas 1 sábado. E nem é cedo gente. Bora pra bicletada de julho fazer “fervê” essa Curitiba!

    • Michelle 10:06 on 29 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Também foi a primeira vez que participei, e apesar de poucas pessoas, aconteceu a bicicletada. Tava um dia lindo pra andar de bike, e espero que da próxima eu participe de uma bicicletada igual a das fotos antigas…!

    • Tiago 21:56 on 29 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      vo tentar levar mais gente na próxima bicicletada. vamo aê pessoal!

  • meandros 16:05 on 25 May, 2010 Permalink |  

    A morte de uma rua 

    Palavras do Yuri, do Fórum da Bicicletada Curitiba:

    Descanse em Paz, pacata rua Dr. Goulin.
    Sim, sem nenhum aviso prévio e sem nenhum tipo de consulta aos moradores da rua, a prefeitura de Curitibinário alterou na madrugada de hoje o sentido da R. Dr. Goulin, tornando-a mão única no seu principal trecho, sentido centro-bairro.
    Onde está esta informação? Não sei. Nenhuma mídia ainda publicou nada e muito menos está no plano diretor da Cidade. Sou morador da rua e venho acompanhando a movimentação das últimas semanas.
    Nasce mais uma via rápida para os apressados motoristas da cidade. E para piorar a situação, em alguns trechos foi pintado faixa amarela em ambos os lados da pista, condendo algumas famílias a não mais receber visitas nem serviços. E como castigo, os moradores da Dr. Goulin vão receber ainda a circulação do ônibus articulado Portão-Cabral. Vão ser mais de 20 toneladas passando pela pavimentação da rua (que não recebeu nenhum tratamento) e por cima da frágil galeria pluvial da Dr. Goulin x Schiller.
    É uma vitória. Vitória dos Srs. Vereadores com cérebros binários (dois neurônios apenas) que submeteram suas proposições legislativas por diversas vezes, requerendo o binário Augusto Stresser / Dr. Goulin:
    “Trata-se de melhorias que facilitaram ao fluxo de veículos que hoje estão transitando somente na rua Augusto Stresser e causam engarrafamentos constantes, face solicitações de usuários da referida rua“ dizem eles.
    Melhorias para os veículos que estão causando engarrafamentos a eles mesmos? Pois bem, vamos então destruir uma estreita e pacata rua, na qual raramente se vê passar um veículo. Vamos destruir uma via utilizada pelos marginalizados ciclistas da cidade para acesso ao centro, por ser rua de pouco movimento. Sinto muito ciclistas, vão ter de procurar outro lugar. Façam um desvio, façam um caminho mais comprido para chegar ao seu objetivo… peguem ônibus, afinal… por que vocês ainda insistem tanto em andar de bicicleta? Desistam de uma vez. Curitiba não merece a insistência de vocês.
    Na atrasada e subdesenvolvida cidade Européia de Copenhagen, Capital da Dinamarca, há mais de 50 anos que o trânsito é orientado com prioridade para os veículos a propulsão humana e pedestres. Estes têm acesso direto ao centro da cidade, por ciclovias e calçadas amplas e sinalizadas. Quem opta por ir de automóvel deve fazer caminhos de contorno, um pouco mais compridos mas ainda assim bem planejados. Pobres dinamarqueses, eles tem muito o que aprender sobre planejamento urbano com nossa equipe do IPPUC.

    Vou encerrando por aqui.
    E não peço desculpas pelos comentários agressivos. Tive a intenção de agredir mesmo.
    Malditos e incompetentes IPPUC e prefeitura municipal de Curitiba.

    E, aqui, a notícia no site da prefeitura.

     
    • Guilherme 16:18 on 25 Maio, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Não vamos conseguir nunca. Não temos nenhuma chance. Não vou desistir nunca.

    • Roberto Ghidini 16:37 on 25 Maio, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Presado Yuri…vou me estender um pouco, colocando 4 parágrafos da minha tesina (DEA) aqui no DUyOT ETSAM/UPM, que falam sobre Copenhague e fica bem clara a idéia…

      La forma urbana y el diseño de Copenhagen son el producto de un tránsito ferroviario cuidadosamente integrado y un desarrollo urbano, orquestado bajo “Finger Plan” (1947) y sus actualizaciones consecuentes.

      El mayor crecimiento urbano ha ocurrido a lo largo de los cinco dedos, y hasta recientemente, las cuñas verdes han sido intensivamente preservadas. Copenhagen central permanece accesible fácilmente por tren a lo largo de todos los “cinco dedos”. Muchos habitantes suburbanos viven cerca de un paseo peatonal apropiado o de un paseo de autobús por el cual se puede llegar hasta una estación ferroviaria. Al llegar a la ciudad central, la combinación eficaz entre el servicio de tren y las limitaciones existentes en el estacionamiento del automóvil, hacen del tránsito por tren, en bici o a pie una opción sensata. Además la municipalidad ha fortalecido la integración de tránsito y el desarrollo urbano reforzando la viabilidad y las calidades estéticas de la ciudad tradicional en su centro, asimismo se han añadido calles y carriles para los peatones y la bicicleta.

      Con todo esto se ha conseguido que la mayoría de los habitantes suburbanos lleguen a las estaciones, para desplazarse hacia la ciudad, por transporte alternativo al vehículo privado.

      El valor de crear la ciudad orientada al peatón y a la bicicleta es subrayada por las proporciones increíblemente altas de Copenhagen en los viajes de acceso a las paradas del sistema de transporte de masa. Un estudio de 1994 de viajes de acceso a quince estaciones suburbanas encontró como transporte dominante el caminar para distancias de hasta 1 kilómetro, registrando entre un 38% y un 100% de viajes de acceso.

      Para tramos entre 1 y 1,5 kilómetros, el ciclismo es el modo de acceso dominante y se considera para aproximadamente el 40% de los viajes de acceso. Sólo para las distancias de acceso más allá de 1,5 kilómetros lo hicieron en modos motorizados, con autobuses transportando entre un 40% y un 50% de estos viajes. Incluso a 2,5 Kilómetros de las estaciones, el acceso en bicicleta excedió los automóviles, un 30% en bici contra 19% en coches.

      Copenhagen puede sostenerse como ejemplo de eficacia institucional. Múltiples sectores del gobierno están envueltos en la planificación física. Los niveles de compromiso a la planificación regional han variado durante los años con “balances” en el juego político. En muchos casos, esa inestabilidad sería una fórmula para derivar en posibles desastres. La Gran Copenhagen está disfrutando del buen funcionamiento de su “Finger Plan”, un plan casi universalmente aceptado como normativa eficaz en organizar el crecimiento físico regional. Es difícil pensar que otra organización formal para este plan podría haber funcionado mejor: La importancia simbólica de la forma de la mano como la forma urbana futura, el nexo de tránsito y el paisaje urbano que se encuentra actualmente a lo largo de la gran Copenhagen sería difícil hoy de imaginar de otra manera.

    • Chihuahua 19:36 on 25 Maio, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Estão destruindo essa cidade que era tão gostosa para se morar !

    • Marcos Romeu 07:20 on 26 Maio, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Se é politica, policagem ou politicalha eu não sei, mas existe o projeto da primeira ciclofaixa em Curitiba, que será na Marechal Floriano. Minha esposa trabalha na Sanepar recebeu o projeto. Se vai sair do papel não sei, mas se realmente acontecer será um pequena conquista, pois está ocorrendo vários acidentes de bike nessa região.

      http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=1006693&tit=Por-um-ar-mais-limpo-incentivo-a-ciclofaixa

    • Chihuahua 13:24 on 26 Maio, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Sem data para a implantação… que vergonha.

      O IPPUC quer é pegar os dinheiros desse fundo para sentar em cima do projeto e ficar mais 10 anos enrolando os ciclistas de curitiba.

      Eu trabalho com projetos e quando iniciamos as análises de estimativas e custos, sempre temos uma data para inicio e fim, nem que seja estimada.

      Essa noticia, faz parte de outras tantas, que para mim não passam de Green Wash da Prefeitura de Curitiba (capital ecológica do Brasil – bla bla bla).

    • Chihuahua 13:28 on 26 Maio, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Olhem esse ultimo tópico do blog, reflete a verdadeira realidade da bicicleta inserida em nossa cidade. Sai na Gazeta do Povo que a prefeitura irá implantar ciclovias pela cidade e enquanto o povo o dorme, durante a madrugada, os malditos destroem pacatas ruas habitáveis para transformá-las em Binários onde o deslocamento sem o transporte motorizado passa a ser praticamente impossível.
      Essa é a realidade da politica em todo nosso Pais, nossos representantes que discursam uma coisa e agem completamente diferente.

    • chico rasia 13:44 on 26 Maio, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Deixem o IPPUC fora disso – a gestão Richa/Ducci há muito relegou o órgão (outrora referência mundial) ao quinto círculo do inferno da irrelevância.

      Mas eu me assustei ao me deparar com o sinal na Dr Goulin X José de Alencar semana passada; só prova mais uma vez que Richa/Ducci falam apenas uma língua: binário, e somente um modo: automóvel.

      E pra quem ainda quiser alegar que é falta de informação, que nossos prefeitos e administradores não tiveram acesso a estudos sobre mobilidade, deixo o link do ótimo caderno do Ministério das Cidades, sobre a Política Nacional de Mobilidade Urbana Sustentável:

      http://www.cidades.gov.br/ministerio-das-cidades/biblioteca/resolveuid/3f633527c6550a9b6c94262def95f1a8

      Esse caderno, publicado em 2005, não traz nenhuma novidade para nós bikeheads. Mas sinaliza uma posição oficial do Governo Federal que nossos gestores recentes parecem ter sido incapazes de compreender.

    • jotta soul. 04:19 on 28 Maio, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      ciclo pensantes… saudo a todos, mais uma vez oq que se pode fazer… na prox. eleicao vou destribuir nairis de plalhaco para a geral..(projeto political circus-cwb) quem estiver afim de tentar acordar, se bem me lembro mais de 75/ da populacao foi de “FICA” entao agora para governador vamos de “machete-circus”… doe um nirrizinho para seus vizinhos, amigos e afims. movimentacao – apartidaria!
      temos que mobilizar mais gente… para uma cidade mais coerente com seus cidadaos e seus anseios.

    • Ulrich 23:09 on 1 Junho, 2010 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Por isso desisti de tentar trabalhar em Curitiba. Ainda acham que mais ruas resolvem o problema do trânsito. Até nos EUA ja sabem que MAIS RUAS e RUAS MAIS LARGAS SEMPRE CHAMARÃO MAIS CARROS. Sinto muito pela Dr. Goulin…

  • meandros 21:03 on 21 April, 2010 Permalink |
    Tags:   

    bicicletada weird 

    Do FixaCWB.

     
  • meandros 12:08 on 13 January, 2010 Permalink |
    Tags: , ,   

    Bicicletada Curitiba + Joinville 

    ATENÇÃO, O GRUPO VAI SAIR ÀS 5 HORAS DEVIDO AO CALOR ESPERADO!

    CONFIRA.

    Mais informações no Roda Fixa CWB.

     
c
Compose new post
j
Next post/Next comment
k
Previous post/Previous comment
r
Responder
e
Editar
o
Show/Hide comments
t
Go to top
l
Go to login
h
Show/Hide help
shift + esc
Cancelar
%d bloggers like this: