O novo paraciclo de Curitiba

Curitiba tira espaço de estacionamento de automóveis para criar estacionamento de bicicletas.  O que seria uma notícia a ser celebrada, já é motivo de piada.  No blog do Willian Cruz, há o vídeo do @chicorasia sobre a desenvoltura dos órgãos competentes (?) ao criar um paraciclo.

Dado a total ineficácia do paraciclo (situado na rua Comendador de Macedo, 260, em frente à EMBAP e que não está vazio por acaso), ao que tudo indica, o técnico que desenhou o projeto conhece apenas motos e não bicicletas.

Pela dignidade de quem utiliza a bicicleta em Curitiba, mais além dos comentários, reclamações no 156, por favor!

[Atualização] Fui conferir de perto e com atenção o paraciclo e a situação é pior do que parecia. O cano que serviria para prender a corrente está tão rente ao chão que não permite a passagem de correntes, mesmo as mais finas, na maior parte da sua extensão.  Ou seja, mesmo um ciclista bem intencionado, com pezinho de apoio e sem uma roda dianteira que saia com facilidade não conseguirá deixar a bicicleta estacionada.

Anúncios