Mais uma carta ao prefeito

Prezado Prefeito Luciano Ducci,

Nos últimos anos os ciclistas de Curitiba tem se organizado através de ações como a Bicicletada, eventos culturais e debates que tem como objetivo discutir e questionar a falta de espaço para o transporte realmente sustentável na capital. Diversas ações aconteceram desde 2005. Conversas na Câmara Municipal, no Diretran, na URBS, no IPPUC, audiências com o sr. Beto Richa e assim por diante.
No entanto, absolutamente nada foi feito para se estimular a bicicleta como meio de transporte na cidade.
Nadica de nada, por assim dizer!

Pelo contrário, a administração anterior sempre deixou muito claro a preguiça e a falta de interesse em defender o modal bicicleta. Os ciclistas chegaram inclusive a receber uma multa (que se tornou dívida ativa) por chamarem a atenção pro conceito de ciclofaixa, o qual foi inserido na pauta e no vocabulário político da cidade.
A primeira ciclofaixa de Curitiba foi feita na Rua Augusto Stresser como uma maneira de mostrar com quão pouco podemos transformar a rua num local mais humano e seguro para todos. A prefeitura nos multou por crime ambiental . . .

A lista prossegue.
Bicicletários abandonados, paraciclos prometidos, projetos barrados na Câmara e a falta de diálogo construtivo com os orgãos municipais.

Queremos muito uma conversa com o senhor para debatermos e discutirmos juntos estes assuntos.
Curitiba pode e precisa tomar atitudes sérias para estimular o uso maciço das bicicletas como meio de transporte.
Desejamos ainda que este encontro aconteça nas ruas da cidade, podemos sair da prefeitura, de bicicleta, e verificarmos que tipo de necessidade os ciclistas enfrentam no dia-a-dia. É necessário que isto aconteça. É necessário que quem faz os projetos cicloviários ande de bicicleta. O IPPUC parece não se lembrar disto com muita frequência.

Este pedido é feito por ciclistas conscientes e entidades que apoiam esta causa:
União dos Ciclistas do Brasil
Sociedade Peatonal
Grupo Transporte Humano
Projeto Ciclovida da UFPR
Entre muitos outros grupos e pessoas
que estão cansadas do estímulo desenfreado a motorização individual. Que estão fartas do barulho e da poluição, da agressividade e hostilidade de nossas ruas. Da falta de respeito aos pedestres e ciclistas.

Aguardamos um contato rápido para sairmos da letargia e da má vontade que até agora marcaram os últimos anos da relação entre prefeitura e ciclistas em nossa cidade.

Certo de sua simpatia e disposição ao diálogo,
Muito atenciosamente,
Jorge Brand

Anúncios