Pichações de fato

Embora conceituar o termo possa ser uma tarefa complicada, distinguir o que é uma pichação não é uma coisa nada difícil de se fazer. É bater os olhos e saber do que se trata. Não precisa nenhum tratado acadêmico a respeito (claro que as pesquisas sociais e antropológicas do fenômeno são importantes, mas assim mesmo ele é facilmente identificável). SS105210 A pichação depreda sinalização que tem uma utilidade para muitas pessoas. SS105208 Conspurca e deteriora uma paisagem urbana SS105201 Algumas provocações são mais ousadas, como essa pichação bem ao lado do quartel da Guarda Municipal. SS105197 Quando não depreda, agride à visão. Esse tipo de pichação causa gastos aos proprietários e à Prefeitura.

Mas a ciclofaixa nada tem a ver com essas anteriores. Ela provê orientação aos motoristas e aos usuários de bicicleta. Uma orientação que em momento algum contraria as leis de trânsito. Ela tem uma utilidade pública para as pessoas que ali passam, em carros, em bicicleta, empurrando carrinhos de bebê (não encontrei a foto)  etc. Como esses condomínios que delimitam a entrada de suas garagens com traços, sem serem autuados por pichação, a ciclofaixa apenas demarca um espaço que já é de direito do uso do ciclista.

Condomínios demarcando vagas de estacionamento

Na falta de ação da Prefeitura, condomínios demarcam vagas de estacionamento, em vista da insignificância material da ação (fotos do autor quando não indicada a origem)

A ciclofaixa, contudo, padece de um mal. Ela é muito mais estreita do que o necessário. Ela é insignificante do ponto de vista material, alguns traços no asfalto de uma cidade com milhões de habitantes e mais de um milhão de veículos motorizados. Ela é apenas uma migalha. O blog português Menos Um Carro até comenta: “Reparem na sua diminuta largura e no mau estado do piso. Neste caso os automobilistas até agradecem que os ciclistas se confinem àquela bermazinha” (aqui). Se ela causa tanto transtorno a ponto de merecer uma multa forjada e o uso distorcido da lei, é por causa de sua dimensão simbólica, de contestação ao reinado dos carros e da prepotência motorizada. A ciclofaixa tem a ousadia de propor o compartilhamento da via, e é então reprimida. Esse reinado hoje ainda domina, como o prova a aplicação da multa.  Mas, no futuro, qualquer que seja o resultado da repressão – e  o que se espera não é menos do que a anulação das multas por falta de objeto e de provas -, esses jovens terão feito a história contra uma elite dominante míope.

Foto Arte Bicicleta Mobilidade

O que é Ciclofaixa (Transporte Humano).
Artigo no Apocalipse Motorizado.

Anúncios