A ciclovia é um perigo. A rua também.

ciclovia

A ciclovia é um perigo. A rua também.

Como parte das atividades do mês de setembro (Mês da Bicicleta em Curitiba) e do dia 22, Dia Mundial Sem Carro, convidamos todos a fotografarem as péssimas condições de tráfego nas ciclovias e ruas da cidade.

O objetivo é a divulgação nos meios de comunicação mais acessados e também a realização de material impresso, como um zine ou cartazes.

***

Nossas ciclovias percorrem algumas vezes trechos bonitos, arborizados, mas é histórico o direcionamento dessas vias para interligar os parques da cidade, como se bicicleta fosse apenas para uso no fim-de-semana. Sem falar que elas sofrem um abandono completo, a despeito do trânsito de automóveis. As condições levam perigo real ao ciclista, porque os buracos e obstáculos inadequados não tem sinalização. Os motoristas estacionam muitas vezes ao lado ou em cima da ciclovia.

Circular na rua é a única opção muitas vezes, e também um perigo. O risco é real pois a Cultura do Automóvel diz que “as bicicletas atrapalham o trânsito”. Finas, buzinadas e outras ameaças da parte dos motoristas são comuns para quem circula no canto direito da pista, próximo ao meio-fio, pelo Código de Trânsito o espaço reservado ao ciclista. O mesmo Código diz que é proibido buzinar para ciclistas e pedestres, e que o carro deve guardar 1,50m ao ultrapassar uma bicicleta, mas parece que ninguém leu essa parte. O canto da pista é o local onde a pista é menos cuidada, cheia de rachaduras, buracos, sujeira e possíveis objetos que podem fazer um ciclista cair.

Para as pessoas em geral, não é tão recomendável andar de bicicleta, pois os riscos são grandes. Os órgãos responsáveis e o Governo não querem saber disso, pois investir na circulação dos automóveis, em número que não para de aumentar, rende à eles dividendos políticos e financeiros reais e atuais. Enquanto isso, as pessoas que optam pela bicicleta ficam desassistidas, correndo riscos reais e atuais.

***
Comecei a realizar uma série sobre meu caminho diário de bicicleta e sobre as inadequações das ciclovias que percorro, sempre negligenciadas pela autoridades. O núcleo Interlux decidiu divulgar uma série de imagens como estas durante o mês de setembro, como parte das atividades do Mês da Bicicleta e do Dia Mundial Sem Carro

Sobre essa iniciativa, abri um tópico no grupo interluxartelivre do Flickr. Acesse:

http://www.flickr.com/groups/interlux/discuss/72157619442185728/

Participe e divulgue em sua lista!

abraços,

Bruno Machado

http://www.artebicicletamobilidade.wordpress.com

ciclovia 2

Anúncios