Indomável e irredutível

Não sei dizer o que aconteceu.

A vitalidade presente era visível. Quem vinha desde a vaga-viva parecia mais energético ainda, contaminando a quem se aproximasse.

O dia morria aos poucos, trazendo com a noite o frio que o vento acentuava. Mas a vibração das pessoas, sentida no ar gelado, empolgava e aquecia a todos. Uma empolgação bruta, mas não-violenta. Afirmativa, mas não-autoritária. A Massa Crítica, o todo em cada parte e cada parte na Massa.

O “adolescente” Carlos e sua bicicleta feita especialmente pelas próprias habilidades – comprovando que a Bicicletada não é um evento de uma faixa etária única – mostrava orgulhoso a sua Metamorfose.

O trabalho vinha desde cedo e antes da pedalada mostrava muita ação:

Gente que faz. Que busca tornar verdadeiramente público o espaço público, e não letra morta de lei.

Com nossas crianças, porque cidadania é desde sempre e todo dia.

Até com nossos queridos, adoráveis peladões na noite pelada, ops, gelada.

Foto Lineu Filho - no Jornale - Blog do Beto

Foto Lineu Filho - no Jornale - Blog do Beto

A Massa Crítica.  A Invasão das Bicicletas.

Indomável.

A Mandala de luz na cidade de Curitiba.

Agradecendo os dois primeiros links ao meandros:

Nota na Gazeta – com a nossa observação de que  o trânsito não flui tão bem sem a Bicicletada quanto possa parecer. Pessoas e Bicicletas não atrapalham o trânsito, elas são trânsito. Todos os dias.

Jornale

Depois Põe o Nome

Entrevista do Gunnar na CBN.

Belas fotos no Arte Bicicleta Mobilidade.

Charge do Thiago Recchia, na Gazeta do Povo.

Mais nútícias na Gazeta.

Jacus de 2 rodas.

Cobertura do Pedaleiro, reunindo algumas notícias e fotos.

Relato do Ciclista Urbano CWB.

Fotos no perfil do Roni BB no orkut.

Veja também a fantástica celebração das cidades para as pessoas na Bicicletada de São PauloMais um Dia Sem Carro. E as fotos de FourierUm Dia por Melhores Dias no Gira-me. Voando! No Ecologia Urbana fiquei sabendo que os andomóveis circularam por outras bandas, mas vão trafegar…

Anúncios