Pronunciamento na CMC

Manifestantes do Movimento Internacional Bicicletada estiveram na Câmara de Curitiba, na sessão desta segunda-feira (15), Divo Maia, apresentou as reivindicações de criação de ciclofaixas na cidade. Recebidos pela mesa diretora e saudados pela vereadora Roseli Isidoro (PT), aproveitaram a oportunidade para descrever os efeitos do primeiro desafio, realizado na última semana, em que foram dimensionados tempos de locomoção entre pedestres, ciclistas, passageiros de ônibus, motoristas e motociclistas, em determinados percursos do centro ao bairro, durante os horários de pico.

Câmara Municipal de Curitiba

Câmara Municipal de Curitiba

“O princípio de nossa reivindicação é a ampla democratização do espaço viário urbano”, afirmou Maia, ao entregar as proposições de criação de uma “linha ciclista”. A entidade também propõe implantação de políticas públicas que fomentem o uso da bicicleta, citando como bom exemplo a adoção de bicicletários para funcionários e clientes nos estabelecimentos comerciais, implementação, para 2008, de 100 quilômetros de ciclofaixas, campanhas educativas e criação do Conselho Municipal de Ciclomobilidade.

Premência de ações
Na tribuna, a vereadora Roseli Isidoro reafirmou a disposição e o interesse contínuo que diversos vereadores vêm demonstrando na Casa, para intensificar a ciclomobilidade na cidade. Recentemente, o líder do PPS, Zé Maria, protocolou projeto de lei criando ciclofaixas. O documento está tramitando pelas comissões técnicas do Legislativo. Maia disse que espera esmero e afinco das instituições públicas e Prefeitura para vencer os embaraços burocráticos e políticos, “porque entendemos que a democratização do espaço urbano não é apenas de um grupo específico, mas de todos os que vislumbram na ciclomobilidade uma saída inteligente, de baixo custo, segura, prática e ecologicamente correta e moderna”.

Ver mais:
Notícia da CMCPronunciamento na CMC – 15 de outubro

Anúncios